testemunhos

Eu poderia ficar escrevendo por horas a fio pra contar o que Deus tem feito na minha vida, mas vou destacar apenas os mais impactantes, aqueles que podem edificar e trazer ânimo e confiança para as outras pessoas, sejam elas tementes a Deus ou não. Se você também tem um testemuno e quiser edificar vidas com ele, me mande uma mensagem que eu publico pra você. Afinal. o que Deus faz por nós, devemos anunciar para que traga esperança para outros.

 TESTEMUNHO DE CONVERSÃO

 Nunca fui uma má pessoa, pelo contrário, sempre procurei andar corretamente e só praticar o bem, mas nós sabemos que apenas isso não é o suficiente. Sempre procurei estar perto de Deus, queria encontrá-lo de  alguma maneira e frequentei vários lugares e seitas como o espiritismo, igrejas de filosofias japonesas, ia atrás de cartomantes, não faltava um domingo sequer na missa mas meu coração estava sempre vazio e sedento, nunca me completava. Até que um dia, uma ocasião, me envolvi em uma situação bastante difícil que mudaria minha vida para sempre.

Meu namorado na época, hoje meu marido, na ansiedade de obter sucesso resolveu trabalhar por conta própria no ramo de embalagens. Naquela época ele era muito novo (18 anos ) e não entendia bem a malandragem da vida. Eu resolvi ajudá-lo abrindo uma conta conjunta no banco para que ele pudesse trabalhar com cheque. Resumindo: não deu certo. Passaram ele pra trás, soltando os cheques antes do prazo combinado, as vendas não supriam as despesas e ele começou então a se desesperar e tentar resolver o problema sozinho sem me participar e quando eu fiquei sabendo já era uma bola de neve que não parava mais de crescer. Estávamos devendo muito, meu pagamento mal entrava na conta e já era tomado pelo banco.

Fui fichada na polícia como estelionatária e todas as ligações que eu recebia era de cobranças e ameaças. Minha família me recriminava, a família dele não sabia direito o que estava acontecendo e achava que eu era a culpada de tudo. Estávamos sozinhos e desesperados. Até que tivemos a infeliz idéia do suicídio. Ele me buscaria uma noite no serviço e dali iríamos rodar de moto até que achássemos um jeito de provocar um acidente e acabar com tudo. a vida não tinha mais nada para nos oferecer e estávamos deixando preocupados as pessoas de nossas famílias.

Então combinados tudo para o dia seguinte. Quando eu estava no trabalho, em um cantinho pouco utilizado, comecei a chorar. Uma pessoa que trabalhava comigo se aproximou. Ela não era uma das pessoas que eu tinha o hábito de conversar, ela era "crente". Se aproximou e disse: " olha, eu não sei pelo que você está passando mas Deus sabe e hoje Ele me mandou aqui pra te dizer que aquilo que você planejou fazer esta noite, não faça, porque Ele tem outros planos pra você". Fiquei encucada porque não havíamos falado de nossos planos pra ninguém. Depois ela me deu um abraço e disse que na igreja dela estavam todos orando por mim e saiu. Depois de alguns minutos fui atrás dela e perguntei qual era a sua igreja e ela me disse que era a igreja missionária do jardim ipanema e que naquela noite haveira culto de oração e se eu quisesse poderia ir.

à noite, quando meu namorado chegou pra me buscar eu disse que queria ir a uma igreja primeiro. E fomos ao culto. Chegando lá havia poucas pessoas e o culto já havia começado. Na hora da oração o pastor pediu que nos apresentássemos. eu disse meu nome e onde trabalhava e ele perguntou à minha colega de trabalho se era por mim que a igreja estava orando e ela confirmou. Eu fiquei impressionada de que havia gente orando por pessoas que não conheciam, eu nunca tinha visto isso. Então o pastor disse: "agora nós iremos orar em particular com Deus. Você pode orar em pé, sentado ou ajoelhado, em voz alta ou bem baixinho, não importa. Só lembrem-se de que Deus não está lá no céu distante, está bem do seu lado e atento às suas orações". Eu me lembro que cada um procurou um cantinho e eu fiquei ajoelhada no banco perto da janela. Naquele dia eu chorei como nunca havia chorado em minha vida e senti o Senhor falando comigo pela primeira vez. Ele dizia:" eu preciso de você, você é minha". Eu não entendia o que estava acontecendo, não queria acreditar que era a voz de Deus. Como Ele iria precisar de mim? Eu é que precisava dele. Hoje eu sei que era pra que eu desse testemunho para ajudar outras pessoas que também passassem pela mesma situação. Depois, no final do culto o Pastor Alberto Luis Palma se colocou à nossa inteira disposição para o que viéssemos a precisar. Ao sair da igreja eu olhei para o meu namorado e disse: "não quero mais morrer." ele disse que também não queria mais. Depois desse dia minha vida foi completamente restaurada e transformada, aliás, nossas vidas. Hoje sirvo o Senhor Jesus de todo o meu coração na mesma denominação onde me converti, sou ministra de louvor e atuo no ministério de ensino.

Vale muito à pena servir este Deus. Não existe nada que Ele não possa fazer e se Ele fez por mim, poderá fazer por você também porque Ele não tem preferência entre os seus filhos. Creia nas maravilhas que Ele tem para sua vida.  

 

 

TESTEMUNHO DE CURA   

 

Eu já era convertida e batizada e atuava na igreja ativamente. Nós tínhamos vigília na igreja a cada dois meses, vigília de noite inteira. Mas quando era de madrugada ficava apenas aqueles que queriam mais de Deus, aqueles que buscam, ou seja, poucas pessoas. Por volta das duas horas da madrugada nos reunimos no altar e demos nossas mãos para orar e clamar a Deus. Estávamos em 07 pessoas e eu estava de mãos dadas com o pastor e com uma irmã ( Geni ) que tinha o dom de falar em línguas e também interpretá-las. Senti a palma de minhas mãos queimando, aquecidas mas sem doer. Esta irmã começou a falar em linguas e antes que ela revelasse eu estava entendendo o que ela dizia. Era Deus falando comigo que estava me dando um presente, só que eu não sabia qual era o presente. Depois das oraçãoes esta irmã me procurou e perguntou se eu havia entendido o que tinha acontecido e eu lhe disse que Deus havia me dado um presente e eu não savia o que era, pensava que era algo relativo ao louvor. Ela me disse que eu havia recebido naquele momento o dom de cura. Eu não acreditei e nem aceitei porque achava que este dom era para pessoas mais preparada e eu era nova convertida. Ela me disse que Deus dava os dons que Ele quisesse e a quem quisesse. Porém eu não acreditei e nunca disse isso a ninguém e também nunca orei pela cura de ninguém. Depois de alguns anos, já era casada e tinha meu filho com apenas alguns meses quando comecei a ter problemas para engolir os alimentos. Eu regorgitava tudo o que comia e sentia dores para engolir. A comida voltava pela boca e pelo nariz. Procurei um médico e fui diagnosticada com "megaesôfago". Esta doença 99% aparece em quem tem chagas e eu não tinha. Não sabiam a razão dela. Como era um grau relativamente baixo, o tratamento era fazer uma dilatação sempre que eu tivesse dificuldades para engolir. Esta dilatação é horrível, dez vezes pior que uma endoscopia e tem que ser cedado para fazer este procedimento. No início, era uma dilatação a cada 3 meses, depois, uma por mês, até que não estava mais resolvendo nada. Eu não saía mais para comer fora, comia sozinha e acompanhada de uma garrafa pet de dois litros de água para ajudar a comida a descer, mas sempre vomitava depois. Meu médico na época ( Dr. Toshio ) me recomendou então uma dilatação com balão, que ao invés de espaçar as fibras, ele arrebentava estas fibras. Aqui no Paraná não havia quem fizesse este procedimento, só em São Paulo  onde ele havia feito a residência médica. Eu não tinha condições de ir até lá e ele se compadeceu de mim e comprou este aparelho para a clínica dele. Fiz o procedimento e senti um alívio muito grande. Durante quase um mês pude comer tranquila. Mas depois de um tempo voltou novamente e eu fui até a clínica pedir para realizar o procedimento novamente mas o médico me disse que este procedimento só é realizado uma vez ao ano, quando muito, duas vezes, não antes de seis meses. Então ele resolveu marcar a cirurgia porque não havia outra maneira. Fez meus exames pré cirúrgicos e me pediu pra voltar pra casa que ele iria conseguir um leito para me internar. Esta cirurgia era muito grande e o tempo de recuperação era de pelo menos 30 dias. iria mudar minha anatomia interna, cortaria parte do esôfago, implantaria uma prótese,levantaria o estômago, enfim, o pior de tudo era que ela não dava 100% de cura. Depois de algum tempo é comum a doença voltar. Era uma doença que não tinha cura. Voltei pra casa arrasada e à noite me ajoelhei e conversei com Deus e reclamei com Ele dizendo: "como pode Deus, você disse que me deu o dom da cura e eu tenho uma doença que não tem cura". Então Ele me perguntou: " você já orou por você? Já colocou sua mão na enfermidade e declarou a cura em Meu nome?" E eu caí na real. Durante todo este tempo ( cerca de dois anos ) eu já havia chorado, reclamado, murmurado, mas nunca declarado a cura com fé. Então nesta hora eu fiz o que Ele havia me mandado, coloquei a mão em meu esôfago e disse:" Senhor, eu quero ser curada agora, não quero passar pela cirurgia. quero dormir e acordar completamente curada em nome de Jesus. Eu creio que só o Senhor pode dar 100% de cura. Amém." Dormi e no outro dia amanheci curada. Fui ao médico e disse que Deus havia me dado um esôfago novo. Ele não duvidou mas pediu que eu fizesse uma endoscopia para verificar. Fiz e ele me pediu para aguardar na sala de espera pelo resultado. Depois de alguns minutos ele veio e me perguntou: " o que você disse? Que Deus lhe deu um esôfago novo?" respondi que sim e le me disse: "Não. Não foi só o esôfago que Ele te deu, seu estômago ( que estava com gastrite devido a tantos esforços em vomitar e tantas dilatações ) também está como o de um bebê. Eu te dou alta nesse instante." Fiquei tão feliz e entendi aquela passagem da bíblia que diz: " Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera" ( efésios 3:20). Depois disto, creio no dom que Deus me deu e faço sempre o que Ele me ordena. Glória a Deus por isso. Deus não é homen para mentir e Ele é sempre fiel e nunca há impossível para Ele.

 

TESTEMUNHO DO DÍZIMO

 

Eu já era convertida a algum tempo, já era até batizada mas não dava o dízimo. Uma vez, em um acampamento de carnaval em Duartina- SP, uma amiga da mesma igreja que eu me perguntou porque eu não era dizimista. Respondi pra ela que nunca me sobrava dinheiro para dar o dízimo, pelo contrário, eu ficava sempre devendo. Meu salário não era suficiente nem para saldar meus compromissos do mês, quem dera sobrasse para dar o dízimo. Algumas vezes eu dava ofertas. Ela me disse que ofertas tinha que dar também mas não substituía o dízimo e que o dízimo era mandamento do Senhor e não uma opção minha. Mesmo ela falando tudo isso e me provando na bíblia, principalmente no livro de Malaquias capítulo 3, que dá bastante ênfase ao dízimo, não me convenceu porque na realidade eu não tinha mesmo condições de dar e achava que Deus poderia entender isso porque eu estava tentando saldar meus compromissos e Ele não precisava do meu dinheiro. Mesmo assim ela fez um acordo comigo e me disse: "Olha Rose, vamos fazer um trato. Neste mês, assim que você receber o seu pagamento, tire 10% dele e dê na igreja com fé e alegria e não se preocupe com as outras contas porque o Senhor não quer o que te sobra, ele quer as primícias, afinal não é você quem dá 10% a Deus e sim Ele que te dá os 90% restantes. E é verdade que Ele não precisa do seu dinheiro mas a obra Dele precisa. E se faltar algum dinheiro pra você pagar qualquer conta neste mês eu te dou o que faltar, não empresto, dou mesmo. Eu perguntei a ela se ela tinha dinheiro sobrando para pagar as minhas contas desta foram e ela me respondeu; " Não tenho dinheiro e nem acho justo pagar as suas contas. Mas confio tamto no meu Deus que sei que Ele não permitirá que eu tenha que pagar as suas contas". Então vi que seria um bom negócio pra mim, sempre faltava dinheiro pra pagas as contas e agora eu teria quem me bancasse. Na verdade não confiei tanto em Deus mas sim em minha amiga (Renata). Assim eu fiz. Quando recebi meu pagamento, separei primeiro o dízimo e o dei na igreja e por incrível que possa parecer, naquele mês eu recebi dinheiro que considerava perdido, recebi uma promoção no trabalho e iniciei um trabalho novo de dar aulas particulares. Paguei todas as contas do mês e ainda me sobrou dinheiro na carteira para o mês todo, coisa que não acontecia nunca.Deus foi fiel a mim através da Renata, mas desta forma aprendi a confiar em Deus e o dízimo passou a ser um hábito paramim.

Creia você também nesta verdade e faça prova de Deus, você será tremendamente abençoado e poderá também abençoar outras pessoas.

 

    TESTEMUNO DE FIDELIDADE

 

Acabei de contar o testemunho do dízimo, mas como sempre temos provas, quero contar mais um testemunho de vitória alcansada através do dízimo.

Certa vez estava com algumas dificuldades financeiras em razão da perda de um benefício que eu recebia no trabalho. No dia do pagamento, separei o dízimo como de costume e ao separar o dinheiro para pagar as demais contas, estava faltando pagar um plano de saúde de emergências médicas que eu pago para minha mãe porque ela já tem uma certa idade e a saúde muito frágil e este plano me tranquiliza um pouco. E o dinheiro para este pagamento era exatamente o valor que eu havia separado para o dízimo e fiquei em um dilema infeliz porque não poderia deixar de pagar este plano pra minha mãe porque ela sempre precisa de cuidados médicos e se estiver em atroso eles não atendem, não poderia correr este risco. Pensei em pegar o dinheiro do dízimo porque Deus entenderia a minha urgência. Mas depois raciocinando melhor, percebi que o meu Deus não falharia. Se eu fosse fiel, Ele também seria. Optei pelo pagamento do dízimo e o entreguei na igreja no mesmo dia. No outro dia, me ligou uma moça, que já tinha sido minha aluna um tempo atrás. Ela já havia parado as aulas porque já tinha passado no vestibular e já estava na faculdade, ou seja, não necessitava mais das minhas aulas. Mas ela me ligou dizendo que estava com saudades das nossas aulas de redação e que eu poderia dar aulas pra ela duas vezes na semana para ajudá-la nos trabalhos da faculdade. Foi até a minha casa no mesmo dia, acertamos o preço e ela pagou metade das aulas do mês antecipadamente, coisa que não fazia anteriormente. O dinheiro que ela me deu como antecipação do pagamento dava para pagar o plano da minha mãe e ainda sobrava o suficiente para que eu dizimasse sobre este valor. Fala sério, esse Deus não é mesmo fantástico??????????]

 

EU FUI PROVADA E VI UM ANJO

Certo dia de domingo, eu estava sentada na calçada da igreja esperando dar o horário de começar o ensaio do louvor ( tenho uma séria mania de chegar sempre muito adiantada nos lugares). De repente apareceu uma índia acompanhada de um indiozinho de aproximadamente uns 04 anos, carregando-o por uma mão e com um cesto com vaso de plantas na outra mão. Se aproximou de mim e me pediu dinheiro para retornar pra sua casa no salto apucaraninha, porque havia saído pra vender plantas e não tinha conseguido nenhum dinheiro. /fiquei comovida mas disse que não tinha dinheiro. Na verdade, eu não tinha mesmo. Dentro da minha bíblia havia uma nota de R$ 10,00 (único dinheiro que eu tinha para passar o mês e pra voltar pra casa de ônibus pois morava longe da igreja e precisava tomar 2 ônibus). e não havia nenhum lugar pra trocar o dinheiro. Diante da minha negativa, a índia agradeceu e saiu andando. Fiquei com um nó na garganta, consternada mesmo pois eu havia de certa forma mentido pois eu tinha dinheiro. Fui correndo atrás dela e dei o dinheiro que estava dentro da bíblia, dei todo o dinheiro e disse para ela comprar alguma coisa pra comer com o troco que sobrasse. O rosto dela se iluminou e ela começou a falar alguma coisa em outras línguas e eu sabia que ela estava me abençoando mesmo sem eu entender uma palavra sequer.

Pensei comigo que após o culto eu tentaria conseguir uma carona até o centro e faria o restante do caminho a pé. Me esqueci do episódio, o pessoal chegou, nós ensaiamos, começou e terminou o culto e eu tinha o hábito de ficar conversando com algumas pessoas após o culto (era quase a última a sair). Quando me despedi das pessoas que moravam por ali mesmo fui em direção ao ponto de ônibus como sempre. Chegando lá é que fui me lembrar que não tinha dinheiro para pegar a condução. E já era bem tarde para que eu fosse a pé, chegaria em casa muito tarde e era muito perigoso andar sozinha por aquele lugar. Quando comecei a andar Deus me disse para ficar ali mesmo no ponto de ônibus. Questionei um pouquinho com Ele mas obedeci. Pensei que talvez alguém conhecido passasse por ali e me desse uma carona, então ficaria mais um pouco no ponto. Não demorou muito e vinha chegando um ônibus e Deus mandou que eu subisse nele, mas eu não tinha dinheiro. Relutei mas obedeci. Pensei que talves encontrasse alguém conhecido dentro do ônibus e pudesse pedir um passe emprestado. Não tinha ninguém conhecido dentro do ônibus. E agora? Perguntei a Deus intimamente. Então tive a idéia de ir mais um pouco de ônibus antes de passar a roleta e quando chegasse perto do centro, procuraria dinheiro perto do cobrador e como não encontrasse pediria desculpas, diria que havia perdido meu dinheiro e desceria pela porta da frente. No mesmo instante Deus me disse que isso seria desonesto e mentiroso. Então, antes que o ônibus andasse mais eu fui até a roleta para pedir ao cobrador que abrisse a porta da frente para eu descer e Deus me pediu para abrir a bíblia. Eu abri a bíblia e o meu dinheiro estava no mesmo lugar onde eu havia deixado. Era a mesma nota na mesma página. Comecei a rir sozinha. Sei que Deus enviou um anjo para testar meu despreendimento e minha capacidade de ser caridosa com alguém desprovido. Ainda bem que passei nesta prova, glória a Deus por isso. Quando ajudamos o próximo, o retorno é sempre garantido. 

 

TESTEMUNHO DE FÉ E ORAÇÃO

No ano passado ( julho de 2008) abriu um concurso interno no meu trabalho para vagas de nível superior. Tinha aproximadamente um mês para estudar. Eram 04 vagas e um total de quase 500 candidatosa inscritos. Uma apostila de quase 600 páginas para estudar a um custo de R$ 42,00 ( que eu não tinha na época e por isso não pude comprar). Também havia a opção de imprimir as matérias ( também não consegui imprimir); Havia também um cursinho para preparar os candidatos  a um custo de R$ 150,00 ( que eu também não tive como fazer por falta de dinheiro).

Enfim, era mais concorrido que um vestibular para medicina e eu não tinha nem como estudar, nem tempo para isto porque estava trabalhando demais. Pedi oraçãoes para o meu grupo de louvor e aguardei a prova. No dia da prova, antes de iniciar orei ao Senhor di\zendo que não era merecedora de passar neste concurso pois não havia estudado e nem investido como as outras pessoas e que eu estava nas mãos Dele, que Ele fizesse o que fosse de Sua vontade. Fiz a prova e simplesmente aguardei sem muita expectativa. Qual foi a minha surpresa quando vi o resultado. consegui me classificar. Eram 30 questões e precisava acertar 15 para se classificar. Acertei exatamente 15 questões; Mas pela concorrência eu sabia que não iria conseguir entrar em uma das 4 vagas porque minha colocação foi 176. Mas como Deus é fiel não é mesmo?

Uma semana depois, minha irmâ entrou no meu trabalho me dando a notícia de que todos que haviam passado no concurso, independente de sua classificação, seriam enquadrados nas vagas de nível superior. Glória a Deus. Mais uma vez via a mão do Senhor trabalhar em meu favor, mesmo eu não sendo merecedora ( nunca sou). Mas Deus nos ama infinitamente e ele conhece todos os desejos do meu coração e todas as minhas necessidades e supre a todas elas.

 

 

TESTEMUNHO DE LIVRAMENTO

Sou professora convidada no ISBL, faculdade de teologia de Londrina, Ministro aulas de português e sou orientadora de monografias. Dou aula às segundas-feiras das 17 às 22:20h. Sempre meu esposo vai me buscar porque é folga dele no trabalho e lá na rua Souza Naves não passa nenhum ônibus que vá direto para o terminal central. A partir das 20 horas todos os ônibus passam primeiro pelos bairros e demoram cerca de 25 a 40 minutos para chegarem ao terminal. Nesta segunda-feira passada ( 11/05) meu esposo não estava de folga porque precisou trocar com um colega de trabalho. Dispensei a turma mais ou menos às 22:10 e decidi subir a pé a rua Souza Naves até a Avenida Celso Garcia Cid para pegar apenas um ônibus que me levaria até em casa, afinal não é tão longe assim ( cerca de 5 ou 6 quadras) e gasto mais ou menos 10 minutos. Eu sei que naquela hora não passa ônibus que vai para o centro mas mesmo assim ao ver duas senhoras no ponto do ônibus, eu perguntei se algum ônibus ia até o terminal central, o que elas responderam que não, obviamente. Continuei a caminhada me perguntando porque eu havia parado para perguntar o que eu já sabia, não fazia sentido algum para mim. Era apenas perda de tempo, mais ou menos uns 30 segundos. Quando cheguei na altura da Santa Casa de Misericórdia, já ia atravessar a rua ( tem uma farmácia na esquina logo ao atravessar), saiu da farmácia Senador um ladrão correndo de costas com uma arma na mão. Eu parei e fiquei perplexa. Se eu não tivesse gastado esses 30 segundos aproximadamente perguntando do ônibus às mulheres, certamente eu teria atravessado a rua e me chocado com o assaltante e sabe-se lá o que teria acontecido. Nesse instante entendi que Deus cuida dos seus filhos e o que parece não ter sentido pra nós é na verdade a forma de Deus trabalhar.

Por isso fique atento, Deus fala de diversas formas.

Glória a Deus

 

TESTEMUNHO DA NÍVEA

 

Vou contar este testemunho porque ela própria me autorizou.

Sou intercessora do site www.webservos.com.br e sempre recebo pedido de orações sobre os mais diversos problemas. Sempre que posso procuro respomder aos emails dizendo que estou orando e dando uma palavra de conforto a quem precisa, aliás, desafio a todos a participarem desta rede de intercessores.

Num destes pedidos, a nívea estava solicitando oração pelos problemas conjugais pois seu esposo havia saído de casa por causa de outra mulher. Eu orei por ela no sábado, enviei um email dizendo que era sua parceira de oração e ela me respondeu na segunda-feira dizendo que seu esposo havia voltado para casa e me autorizou a publicar seu testemunho neste site para que possa edificar a vida de outras pessoas. Glória a Deus por isso.

    

TESTEMUNHO DE CURA - MAIS UM

 

há cerca de  3 meses descobri que estou diabética, fiz vários exames e foi confirmado. Minha médica pediu que eu marcasse oftalmologia para fazer um exame de fundo de olho porque a diabetes ataca muito a visão. Fui ao oftalmologista e após vários exames foi constatado que eu também estava com catarata no olho direito em processo de evolução. como a catarata não tem tratamento clínico ele me recomendou a cirurgia o mais rápido possível em razão da minha profissão ( operar o computador o dia todo). O SAS (plano de saúde do servidor público) cobre o hospital e o médico mas as lentes eu teria que comprar. O valor delas ficaria em R$ 2.400,00 à vista, não podia ser parcelado. Como eu não tinha dinheiro para pagar resolvi dar um tempo. Falei com Deus e disse  a Ele que se eu precisasse mesmo da cirurgia que Ele me arrumasse esse dinheiro que eu não tinha ou então que me curasse como Ele já feito anteriormente em outras ocasiões. Em uma quinta feira, cerca de um mês atrás o pastor me pediu para que eu levasse a mensagem naquele dia porque ele precisava viajar. Nesse dia eu falei sobre esperar em Deus e até comecei a contar este testemunho que estou escrevendo hoje. contei que necessitava da cirurgia mas que esperava em Deus a cura ou as condições. E disse que voltaria em outra quinta-feira quando estivesse curada para terminar este testemunho. Bem, na semana passada fui ao oftalmologista novamente, foram feitos todos os exames e nada de catarata. Deus preferiu me curar novamente sem eu ter que passar pela cirurgia e hoje ( 12/11/2009 - quinta-feira) eu vou terminar este testemunho em minha igreja. Glória a Deus para sempre, amém. 

 

 

DEUS DEVOLVEU MEU DINHEIRO

 

Na semana passada fui visitar uma amiga que estava com sua filha recén-nascida no hospital em que eu trabalho e aconteceu algo muito sobrenatural. Antes de visitá-la eu havia passado no banco para pegar dinheiro e pagar algumas contas. Enquanto estava com ela, nós oramos e ela me contou que estava passando por uma crise financeira por conta de uma cirurgia de seu esposo e outros agravantes. Deus tocou em meu coração para dar a ela R$ 100,00 (cem reais), na mesma hora obedeci a Deus e dei pra ela o dinheiro. Ela não queria aceitar por vergonha e constrangimento pois nunca havia passado por situação semelhante. contei a ela que já haviam me ajudado desta forma antes e que se os irmãos não puderem ajudar uns aos outros, não são cristãos realmente. Disse que seria um presente pra sua filhinha e que ela não precisava contar pra ninguém. Depois que a deixei, fiquei muito feliz por poder ajudar alguém. à tarde fui ao chá das mulheres na igreja e foi uma benção. Quando acabou fui em casa pra tomar banho e voltar pra ajudar no louvor do culto dos jovens. Quando eu ia voltando pra igreja peguei a minha bolsa pra levar o dinheiro comigo pra igreja e qual foi a minha surpresa ao contar o dinheiro e ver que não faltava absolutamente nem um centavo. Todo o dinheiro que eu havia pegado no banco estava lá sem faltar nenhum centavo. Glória a esse Deus que é realmente tremendo.

Faça prova dele.

© 2008 Todos os direitos reservados.

Crie seu site grátis Webnode